sábado, janeiro 31, 2009

Poesia de andaime...

Ora ai está pessoal, a edição em exclusiva sasiok, de dicas e mais dicas de engate puro, a partir de agora meus amigos não existem desculpas, apliquem uma das milhentas soluções desta obra-prima da literatura portuguesa…

Capítulo 1
A rima rica

Os primeiros dados à nossa disposição sobre o surgimento da rima na poesia ocidental remontam a
origens semíticas que segundo Paul Klopsch podem ser datadas de 250 d.C. aproximadamente. Já
Comodiano de Gaza, poeta cristão do século III, compunha as suas obras em hexâmetros, não imitando
os padrões clássicos de acentuação quantitativa. A poesia cristã, com o seu objectivo primordial
didático-encomiástico, servia-se então do latim para a expressão de “boas novas” com um novo
artifício de expressão estética para os ditos poéticos.
Recorrendo então a uma das figuras de estilo mais enraizadas nas obras poéticas, a rima, pedreiros,
marceneiros, trolhas e carpinteiros deambulam pelos versos desta vida com declarações de desejo e
paixão.
1. Ó flôr dá para pôr?
2. Ó musa dás-me tusa.
3. Ó bomboca, mostra a toca?
4. Ó doce, era onde fosse.
5. Ó beleza, deixas-ma tesa.
6. Ó boneca, vai uma queca?

Capítulo 2
O trocadilho
O trocadilho resulta de uma semelhança formal entre dois enunciados sendo um deles, muitas vezes,
elíptico. Semelhança que pode chegar à identidade. Alguns trocadilhos relacionam uma paráfrase com
o seu parafraseado. O trocadilho pode ser intencional ou acidental, como ocorre na cacofonia. Há
trocadilhos com intenção crítica, na qual se deseja transferir para um enunciado o suscitado pelo outro
ou aqueles em que o efeito resulta da relação que medeia os dois enunciados. No exemplo do trocadilho
do Barão de Itararé: “Adeus, Pátria e Família” o cómico resulta da relação de oposição extrema entre a
paráfrase e o parafraseado.
Parte da secular tradição oral portuguesa, com raízes nas antigas cantigas de escárnio e nas sátiras de
Pêro Rodrigues, o trocadilho é um refúgio artístico profícuo na fina arte de bem trovar.
7. És como um helicóptero: gira e boa.
8. Ó fêvera, junta-te aqui à brasa.
9. Ó jóia, anda aqui ao ourives.
10. Ó “morcona”, comia-te o sufixo.
11. Ó filha, aperta aqui que é mais fofo.
12. Ó jeitosa, és mais apertadinha que os rebites de um submarino.
13. Andas na tropa? É que marchavas que era uma maravilha.
14. Se fosses um barco pirata, comia-te o tesouro que tens entre as pernas.
15. Tantas curvas e eu sem travões.
16. Usas cuecas TMN? É que tens um rabinho que é um mimo.
17. A tua mãe só pode ser uma ostra para cuspir uma pérola como tu.
18. Tens um cu que parece uma cebola, é de comer e chorar por mais.
19. Só queria que fosses uma pastilha elástica para te comer o dia todo.
20. Tanta carne boa e eu em jejum.
21. Se o teu cu fosse um banco, fazia uma poupança a taxa fixa.
22. Ó filha, agora já percebo porque é que tenho a talocha nas mãos.
23. Belas pernas, a que horas abrem?
24. A ti não te custava nada e a mim sabia-me tão bem.
25. Até davas uma boa actriz mas és muito melhor atrás.

Capítulo 3
A metáfora
A metáfora caracteriza-se singularmente pelo uso de uma palavra ou de uma expressão num sentido
que não é o próprio, baseado numa relação de semelhança. O processo de construção da metáfora
requer uma comparação prévia entre entes diversos retendo o que se considera igual ou semelhante,
para originar um novo significado. Sendo assim, a metáfora é muito mais do que uma figura da língua,
é do pensamento, é cognitiva. Comparação mental ou abreviada, onde prevalece a relação de
semelhança.
Não tão óbvia como a comparação mas não sendo uma coisa diferente, a simples metáfora confunde-se
já com a maneira de falar de cada um. Usada quase sem querer numa tentativa de escapar ao óbvio,
deixa à mulher o papel de adivinhar e interpretar o piropo.
26. Ainda dizem que as flores não andam.
27. Ó filha, com um cuzinho desses deves cagar bombons.
28. Ó filha, levavas aí com o martelo pneumático que fazíamos o túnel do Marquês num instante.
29. Que bela anilha que tu tens, deixa lá enroscar o meu parafuso.
30. Só custa a cabeça que o resto é pescoço.
31. Que rica sardinha para o meu gatinho.
32. Anda cá a cima afagar-me a cobra zarolha.
33. Ó filha, o teu pai devia ter a régua torta para te fazer com curvas assim.

Capítulo 4
Os ordinários
O palavrão ou aumentativo de palavra é uma gíria de cunho, conhecido em Portugal como calão de baixo
nível. Considerados imorais por muitas religiões, os palavrões são inadequados na norma culta da língua
portuguesa e geralmente usados de forma popular e brejeira. Excepto por licença poética.
Esta secção, não aconselhada a leitores com pacemaker, revela a face mais obscura da poesia de
andaime. Poesias rudes e deliciosamente envenenadas com sarcasmo e desdém. Versos muitas vezes
escritos à hora de almoço, sem a supervisão de um capataz devidamente credenciado e declamados
apenas pelos mais audazes dos homens.
34. Ó filha, fazia-te um pijaminha de cuspo.
35. Quem me dera que fosses um frango para te meter um pau no cu e fazer-te suar.
36. Só queria que fosses um cavalinho de carrossel, para te montar todo o dia por 50 cêntimos.
37. Ó filha, anda cá a cima que até a barraca abana.
38. Contigo filha, era até ao osso.
39. Metia-te-a inteira até que ma mordesses.
40. Posso tocar no teu umbigo da parte de dentro?
41. Ai de ti que eu saiba que esse cuzinho anda a passar fome.
42. Ó filha, enchia-te essa cona toda de massa.
43. Só não tenho pêlos na língua porque tu não queres.
44. Ó filha, anda cá a cima que ele não se vai chupar sozinho.
45. Tens uns olhos tão lindos, tão lindos, que te comia essa cona toda.
46. Caiava-te toda de branco por dentro.
47. Contigo era até encontrar petróleo.
48. Ó linda, sobe aqui à palmeira e anda-me lamber os cocos.
49. Ó faneca, anda cá que o pai unta-te.
50. O teu cu parece uma serra eléctrica, não há pau que lhe resista.
51. És tão quente que até se me grelham os tomates.
52. O meu amor por ti é como a diarreia, não o consigo manter cá dentro.
53. Diz-me quem é a tua ginecologista para eu lhe ir chupar o dedo.
54. Com esse cu, estás convidada a cagar na minha casa.
55. Contigo até me tornava mineiro, só para te abrir os buracos todos.
56. Podia ficar um mês a cagar trapos mas comia-te com roupa e tudo.
57. Posso pagar-te uma bebida ou preferes em dinheiro?
58. Ainda dizem que a fruta verde não se come.
59. Ó filha, lambia-te o que tu mais gostas.
60. Ó fofa, agarra aqui na corneta.
61. Agarra-me aqui no tarolo, ó princesa.
62. O teu pai deve ser arquitecto, tens um cu que é uma obra.
63. Ó filha, agarra aqui com a mão.
64. Que rico filho. Anda cá cima que eu faço-te outro mas mais bonito.
65. Ó sol, sopra aqui na minha flauta pingante.
66. Ó boneca, era a estrear.

Capítulo 5
A subtileza do povo

Apesar das vestes rurais de trabalhador da construção civil, das marcas de suor que desenham pequenos
testes de Rochard nas camisolas de alças brancas e amarrotadas e de uma voz arranhada pelos anos, o
homem das obras também tem coração. Muito por causa das pressões da sociedade mas sobretudo de
certos e determinados indivíduos que não permitem ao simples homem das obras seguir as pisadas de
um Camões ou de um Pessoa, os registos desta face da poesia de andaime são escassos e pouco
documentados.
Procurando encontrar um ponto de transição mantem um equilíbrio de forma e estilo entre correntes
poéticas, nos primeiros anos de andaime, muitos são os que não se libertaram completamente das
inibições da poesia trágico-tropical trovadoresca. Declamam versos suaves que por vezes se confundem
com cartas de amor renascentistas.
67. Ia até ao fim do mundo por um dos teus sorrisos, e ainda mais longe pela outra coisa que podes
fazer com a boca.
68. Estou a lutar desesperadamente contra o impulso de fazer de ti a mulher mais feliz do mundo.
69. Sabes onde ficava bem a tua roupa? Toda amarrotada no chão do meu quarto.
70. Só a mim é que não me calha uma destas na rifa.

Capítulo 6
Os religiosos

A Igreja, pela natureza universal da sua mensagem, não se identifica objectivamente com nenhuma
cultura, pois pode exprimir-se em todas elas, sendo capaz de as influenciar, intervindo no fenómeno da
mutação cultural.
Não será de estranhar que, num país de fortes tradições religiosas como Portugal, também as
expressões clericais e sacerdotais se misturem no seio da linguagem do amor e do romance. Como disse
um dia o calceteiro João da Silva Ramalho, ao olhar aquela que viria mais tarde a ser sua esposa – Ai
Jesus, que és tão boa.
71. Diz-me lá como te chamas para te pedir ao Menino Jesus.
72. Ó filha, queres ir ao céu? Sobe os andaimes que o resto do caminho é por minha conta.
73. Ó filha, se não acreditas que Deus é feito de carne e osso sobe os andaimes e anda cá tocar-me.
74. Abençoados pais que conceberam esta coisinha linda.
75. Por acaso és católica? É que tens um cu que valha-me Deus.

Capítulo 7
Os espirituosos
Normalmente escritos depois de almoço logo após as primeiras garrafas de vinho, estes versos
reflectem o espírito jovial que se vive nas empreitadas lusitanas. Há ainda quem os chame também de
reinadios ou reinadões.
76. Se eu estivesse no teu lugar, tinha sexo comigo na boa.
77. Ó menina, cuidado que prendeu-se-lhe a parte de baixo da saia no manípulo da betoneira.
78. Essa roupa fica-te muito bem, mas eu ficava-te melhor.
79. Se cair, já sei onde me agarrar.
80. Acreditas em amor à primeira vista ou tenho que passar por aqui outra vez?
81. Anda cá que te vou dar uma sessão de raboterapia.
82. Não sou muito bom em matemática mas, 1+1 = 69?
83. Não te esqueças do meu nome, mais logo vais gritá-lo.
84. Minha senhora, troco a sua filha por um piano, assim, podemos tocar os dois.
85. És um bilhete de primeira classe para o pecado.
86. Queria ser um patinho de borracha para passar o dia na tua banheira.
87. Deves estar tão cansada, passaste a noite às voltas na minha cabeça.
88. Posso não ser bonito como o Brad Pitt, nem ter os músculos do Schwarzenegger, mas a lamber sou
uma Lassie.
89. Com uma montra dessas, imagino como é o armazém.
90. Ó filha, contigo era até partir os pés à cama.
91. Ó doce, anda cá a cima fazer uma festinha ao tareco.

Capítulo 8
Quem desdenha…

Quem desdenha quer comprar. Mais um daqueles casos em que a sabedoria popular, transmitida ao
longo de gerações, raramente se engana. Mas a grande novidade encontrada nesta poesia foi a
descoberta de poetas com níveis de escolaridade muito superiores aos que antigamente se pensava. uma
situação que tem com certeza a ver com a emigração de licenciados de leste para a construcção cívil
portuguesa.
Nunca antes se haviam encontrado vestígios de poemas de trabalhadores da construção civil com um
nível de escolaridade igual ou superior ao antigo quinto ano de liceu. Neste pequeno capítulo o leitor
vai ler poemas de indivíduos que claramente frequentaram, pelo menos, o segundo ano de faculdade.
Neles podemos ver a aplicação prática de técnicas avançadas de psicologia invertida numa corriqueira
frase de engate.
92. Não és nada de se deitar fora, já tive pior e a pagar.
93. Podes não ser a rapariga mais gira, mas com a luz apagada também é bom.
94. Ó filha, tens carinha de modelo mas o teu cu é um continente.
95. Com umas bóias dessas o Titanic não tinha ido ao fundo.
96. Com um piso desses deves ser mais rodada que a 2ª Circular.

Capítulo 9
Simples e bonito
97. Ó filha, anda cá dar um beijinho ao trolha.

Capítulo 10
Quando a canção falha

A rejeição é o pior dos inimigos. O estômago revolve-se e vem ao de cima um sentimento de angústia e
desagrado. O balde de água fria da ribeira que explode como uma pequena bomba de cariz nuclear.
Nesses instantes de loucura soltam-se palavras amargas de vingança e olhares frios de desdém.
98. Ai não queres? Eu vi logo, gorda como estás é porque não suas muito.
99. Mau? Mau o quê? Disse algum disparate ou chupas aqui mesmo?
100. És mesmo esguia, pareces uma sereia: metade mulher, metade baleia.
101. Ó filha, com menos cu também se caga.
102. Ó filha, se o teu cu fosse uma torrada, precisava de um remo para o barrar.
103. Também só queria saber o teu nome para quando me masturbar saber em quem estou a pensar.
104. Ó filha, só não sou teu pai por quinhentos paus.
105. Ó filha, com esse atrelado só com carta de pesados.

Terrorismo...

NSTB Investigation - Hudson River Aviation Incident!
Após a investigação foi encontrada uma das provas do crime, uma foto amadora das aves que derrubaram o US Airways momentos antes de descolarem...

sexta-feira, janeiro 30, 2009

Webcam...

Pois é meus amigos, este vídeo já tem uns anitos, enviaram-me again e não pode resistir…
As modernidades, as modernidades...
video

Koisas no comment...


Figurinha que um gajo faz...

Nem mais nem menos, são as figuras que fazemos, por vezes não notamos mas é uma realidade hehehe...

video

Aquecimento global...

Aquecimento global refere-se ao aumento da temperatura média dos oceanos e do ar perto da superfície da Terra que se tem verificado nas décadas mais recentes e à possibilidade da sua continuação durante o corrente século.
O clima marítimo depende da temperatura dos oceanos nos Trópicos; e este está em equilíbrio com a velocidade de evaporação da água, com a radiação solar que atinge a Terra e o Efeito Estufa…
Pois é meus amigos é precisamente aqui que reside o problema, o efeito estufa, seja onde for que se verifique :p…

A minha mãe deixa...

A minha mãe deixa portanto, faço o que me der na tola…

video

Gafes no futebol....

(Clicar para ampliar)



quinta-feira, janeiro 29, 2009

007 canino...

Outra vez cá fora? ainda agora a prendi como é possível?
Arte meu caro, arte, são muitos anos a virar frango ;p

video

Escalada pela manhã...

Bom dia alegria!!!!!!!!!
De manhã é que se começa o dia, e nada como uma escalada matinal para entrar em grande! Ahh mas sempre bem equipadinho, como neste caso;p

A revelação...

Estudo sasiokado do blog revela em primeira mão...
O verdadeiro amor do homem!

Vá lá, salta-me dai...

video

Uma questão de prioridades...

video

Casa nova, casa de sonho, ah pois é, reparem bem na emoção deles lololololol...

video

Koisas no comment...

(Clicar para ampliar)

Divertimento sénior…

Pois é meus amigos estes é que curtem lolol…

video

Os homens dão em doidos?

Deixo-vos um pequeno exemplo…

Mulher - Onde vais?
Homem - Vou sair um pouco.

Mulher - Vais de carro?
Homem - Sim.

Mulher - Tem gasolina?
Homem - Sim.... coloquei.

Mulher - Vais demorar?
Homem - Não... coisa de uma hora.

Mulher - Vais a algum lugar específico?
Homem - Não... só andar por aí.

Mulher - Não preferes ir a pé?
Homem - Não... vou de carro.

Mulher - Traz-me um gelado!
Homem - Trago... que sabor?

Mulher - Morango.
Homem - Ok... na volta pra casa eu passo na loja e compro.

Mulher - Na volta?
Homem - Sim... senão derrete.

Mulher - Passa lá agora, compra e deixa aqui..
Homem - Não... é melhor não! Na volta... é rápido!

Mulher - Ahhhhh!
Homem - Quando eu voltar eu como um contigo!

Mulher - Mas tu não gostas de morango!
Homem - Eu compro outro... de outro sabor.

Mulher - Assim fica mais caro... traz de ananás!
Homem - Eu também não gosto de ananás.

Mulher - Traz de chocolate... nós os dois gostamos.
Homem - Ok! Beijo... já venho....

Mulher - Ei!
Homem - O que é?

Mulher - Chocolate não... Flocos...
Homem - Não gosto de flocos!

Mulher - Então traz de morango pra mim e do que quiseres pra ti.
Homem - Foi o que eu sugeri desde o princípio!

Mulher - Estás a ser ironico?
Homem - Não, não tou! Vou indo.

Mulher - Vem cá dar-me um beijo de despedida!
Homem - Querida! Eu já venho... depois.

Mulher - Depois não... quero agora!
Homem - Tá bom! (Beijo.)

Mulher - Vais no teu carro ou no meu?
Homem - No meu.

Mulher - Vai com o meu... tem leitor de cd... o teu não!
Homem - Não vou ouvir música... vou espairecer...

Mulher - Tás a precisar?
Homem - Não sei... vou ver quando sair!

Mulher - Não demores!
Homem - É rápido... (Abre a porta de casa.)

Mulher - Ei!
Homem - Que foi agora?

Mulher - Bolas!!! Que bruto! Vai, vai-te embora!
Homem - Calma... estou a tentar sair e não consigo!

Mulher - Por que queres ir sozinho? Vais-te encontrar com alguém?
Homem - O que queres dizer com isso?

Mulher - Nada... não quero dizer nada!
Homem - Que é... achas que te estou a trair?

Mulher - Não... claro que não... mas sabes como é?
Homem - Como é o quê?

Mulher - Homens!
Homem - Generalizando ou falando de mim?

Mulher - Generalizando.
Homem - Então não é meu caso... sabes que eu não faria isso!

Mulher - Tá bem... então vai.
Homem - Vou.

Mulher - Ei!
Homem - Que foi, porra?

Mulher - Leva o telémovel, estúpido!
Homem - Pra quê? Pra ma estares sempre a ligar?

Mulher - Não... caso aconteça algo, tens o telémovel.
Homem - Não... deixa estar...

Mulher - Olha... desculpa pela desconfiança, estou com saudades, só isso!Homem - Ok, meu amor... Desculpa-me se fui bruto. Amo-te muito!

Mulher - Eu também! Posso cuscar no teu telémovel?
Homem - Pra quê?

Mulher - Sei lá! Jogar um joguinho!
Homem - Queres o meu telémovel pra jogar?

Mulher - É.Homem - Tens a certeza?Mulher - Sim.
Homem - Liga o computador... tá cheio de joguinhos!

Mulher - Não sei mexer naquela lata velha!
Homem - Lata velha? Comprei-o o mês passado!

Mulher - Tá..ok... então leva o telémovel senão eu vou cuscar...
Homem - Podes mexer à vontade... não tem lá nada, mesmo...

Mulher - É?
Homem - É.

Mulher - Então onde está?
Homem - O quê?

Mulher - O que deveria estar no telémovel mas não está...
Homem - Como!?

Mulher - Nada! Esquece!
Homem - Tas nervosa?

Mulher - Não... não tou...
Homem - Então eu vou!

Mulher - Ei!Homem - O que ééééééé, fdsxzsxzx?
Mulher - Já não quero o gelado!

Homem - Ah é?
Mulher - É!

Homem - Então eu também já não vou sair!
Mulher - Ah é?

Homem - É.
Mulher - Boa! Vais ficar aqui comigo?

Homem - Não ...tou cansado... vou dormir!
Mulher - Preferes dormir a ficar comigo?

Homem - Não... vou dormir, só isso!
Mulher - Estás nervoso?

Homem - Claro, porra!!!
Mulher - Porque é que não vais dar uma volta para espairecer?!?!...

quarta-feira, janeiro 28, 2009

Motard...

Eu? A andar de mota? ando com estilo, sempre que apanho uma oportunidade para brilhar não hesito...

video

Estes mecânicos pá, estou farto, farto disto…

video

Acidente? Ahh engraçados, freestyle meus caros, façam igual vá! Tentem!!!!

video

Vá, começa lá a filmar...
1,2,3, agora! olha aqui olha, espectáculo…
video

Ahh pá, quase dava como tínhamos treinado… video

sexta-feira, janeiro 23, 2009

Promoção...

Estragam-nos com mimos estas promoções...
Aproveitem amigos, não é todos os dias hehehe

O que é SEXO, afinal???

Segundo os médicos é uma doença, porque acaba sempre na cama.

Para os advogados é uma injustiça, porque há sempre um que fica por baixo.

Segundo os alentejanos é uma máquina perfeita, porque é a única em que se trabalha deitado.

Segundo os arquitectos é um erro de projecto, porque a área de lazer fica muito próxima da área de saneamento.

Segundo os políticos é um acto de democracia perfeito, porque todos gozam independentemente da posição.

Segundo os economistas é um efeito perverso, porque entra mais do que sai. Às vezes, nem se sabe bem o que é activo, passivo, ou se há valor acrescentado.

Segundo os contabilistas é um exercício perfeito: entra o bruto, faz-se o balanço, tira-se o bruto e fica o líquido. Em alguns casos, pode ainda gerar dividendos.

Segundo os matemáticos é uma equação perfeita. A mulher coloca a unidade entre parênteses, eleva o membro à potência máxima e extrai-lhe o produto, reduzindo-o à sua mínima expressão.

Segundo os psicólogos é fudid* explicar...

quinta-feira, janeiro 22, 2009

Loira?? Não....

"Que bebé tão fofinho... é mesmo parecido com o pai!!
Levo antes este que é mais parecido comigo..."

video

terça-feira, janeiro 20, 2009

Koisas no comment...

CTT lança...

Pois é meus amigos os CTT para além da rede móvel lançou um abre cartas...
"-Estamos no caminho da inovação" disse-nos um director dos CTT :p...


video

Espírito tuga...

Somos portugueses, o nosso espírito é mesmo este, uma foto que não fala mas transmite a nossa forma de contornar situações, nós latinos temos disto…
Por exemplo na Suécia um contribuinte que fuja aos impostos é mal visto e recriminado por todos, em Portugal é um gajo que é levado como exemplo, enfim um herói a ser seguido hehehe…

Ah, ali é pago só porque tem alcatrão humm…

sexta-feira, janeiro 16, 2009

Cristiano Ronaldo Cr7...

Pois é pessoal, espaço para o melhor do mundo, tenho para vocês o anuncio feito pela Nike e umas boas gargalhadas após ;)


VideoPlaylist
I made this video playlist at myflashfetish.com

quinta-feira, janeiro 15, 2009

Morte ocupada...

Ah e tal, ainda dizem que a cerveja faz mal, cria barriga, separa famílias, parte koisas enfim só falta dizerem que nos obriga a ver futebol lolol... ganhem-me juízo pá... hehehehehe

video

Existem dias assim, nem que um gajo queira passar ao estreito não temos hipótese, que falta de profissionalismo da morte pá, nunca pensei!

Pergunta económica do momento...

O dólar vai ou não vai cair?

MotoGP...

As loucuras acontecem, estes bichinhos têm destas coisas, surpresas e sensações que nunca se esgotam...

video

O governo dá...

Vais ter relações sexuais?
O governo dá preservativo

Já tiveste?
O governo dá a pílula do dia seguinte.

Engravidou?
O governo dá o aborto.

Teve filho?
O governo dá o Bolsa Família.

Tá desempregado?
O governo dá Bolsa Desemprego.

És viciado e não gostas de trabalhar?
O governo dá rendimento mínimo garantido!

AGORA... Experimenta estudar, trabalhar, produzir e andar na linha para ver o que é que te acontece!!!!!

Pipocas...

Malta, já sabem, quando forem ao cinema, bota gasóleo numa garrafa, milho e qualquer cena que acenda hehehe… video

quarta-feira, janeiro 14, 2009

Musica de ricos...

Grandes estrelas da musica nacional e internacional fazem uma musica em conjunto...
Simplesmente fantástico e arrepiante lolol...

terça-feira, janeiro 13, 2009

Visitante 6000...

Pessoal, isto é sério...
Demasiado até para ser postado assim podendo cair nas mãos de alguém que passe a informação a quem não se deva :P, isto é o seguinte, o visitante numero 6000, ou posterior ao 6000 e postar um comment neste post, tem direito a pagar-me o jantar e quiçá a maior das minhas bebedeiras lololol...

Atenciosamente Ibag

Koisas no comments...

Intermarché...

Era para ser o “No comments” do mês mas não podia deixar de comentar este momento fantástico…
Acreditem que ao inicio o meu sentimento foi de pena da senhora mas, após uns segundos… bem… passado uns segundos, o sentimento foi de alegria lololololol
(até as lágrimas me vieram aos olhos) não sou contra as pessoas que tem alguns problemas de cabeça trabalharem em locais públicos, nunca tive, acho que é útil e é sinónimo de integração de alguém que também merece ter uma vida dita de normal mas, por favor alguém que explicasse a esta senhora qual o método mais eficaz de limpar este tipo de portas lololololol…

video

Special thanks to ahnilebasi...

Anuncio...

Embora seja a favor das tradições, acho que o anuncio estava muito bem feito, o objectivo é chocar, é conseguido!
Este anuncio foi censurado em Portugal, vamos lá saber porquê...


video

quinta-feira, janeiro 08, 2009

As melhores imagens da net...

(Segundo votação popular e por categorias)
Melhor publico feminino...


Melhor publico masculino...

Melhor body paint...

Melhor pintura urbana...

Melhor escultura d`areia...

Melhor montagem...

Melhor disparo " On the fly "...

Melhor paisagem urbana...

O melhor cenário natural...

A melhor imagem global...
Para mim das melhores fotos que já vi na vida!

Freestyler

Arte do freestyle tem o que se lhe diga, muito treino, muitas quedas e muito gosto no que se faz, para isto é preciso umas horitas de certeza!

video

As aparências enganam…

Pois é pessoal enganam mesmo! Pior que isso é estarmos a pensar em enganar com a aparência, alguém que nos vai enganar com a mesma lolol…

Ah e tal…
Betinho:
-Posso sair com a sua filha senhor?
Pai:
-Podes sim meu rapaz, vou só chamá-la…

video

quarta-feira, janeiro 07, 2009

Como um homem escolhe uma mulher?

A pedido de muitas familias aqui vai algo (pequenino claro) contra* a maneira de pensar dos homens...

Um homem tinha três namoradas e não sabia com qual delas deveria casar.
Resolveu, então, fazer um teste para ver qual estava mais apta a ser a sua mulher.
Tirou 15 mil euros do banco, deu 5 mil para cada uma e disse:

Gastem como quiserem... (como os desejos nestas andanças são ordens)

A primeira foi ao shopping, comprou roupas, jóias, foi ao cabeleireiro, salão de beleza, etc.
Voltou para o homem e disse:
- Gastei todo o teu dinheiro para ficar mais bonita para ti, para te agradar.
Tudo isso porque te amo.

A segunda foi ao mesmo shopping, comprou roupas para ele, um leitor de CD, uma televisão écran plano, dois pares de ténis para jogar basquetebol, tacos de golfe e filmes porno.
Voltou para o homem e disse:
- Gastei todo o teu dinheiro para te fazer mais feliz, te agradar.
Tudo isso porque te amo.

A terceira pegou no dinheiro, aplicou em acções. Em três dias duplicou o investimento, devolveu os 5 mil Euros para o homem e disse:
- Apliquei o teu dinheiro e ganhei o meu, agora posso fazer o que quiser com o meu dinheiro.
Tudo isso porque eu te amo.

Então o homem pensou,
pensou...
pensou...
pensou... (os homens, pensam muito)
pensou...
pensou...
pensou...

E casou com aquela que tinha as mamas maiores!
Sim (porque um homem, pensa muito... mas depois faz sempre asneira!*)
*ou não...

Papel? Pra quê?

Se existisse uma câmara em cada sitio que fossemos... humm, aí se houvesse, tenho a certeza que apareceriam cenas que nem imaginávamos…
Se não tivesse lá o manequim?
E se fosse falta de papel na retrete?
Lolol é o que vos digo era a loucura…

video

Educação pura...

Pois é meus amigos ser professor por vezes não é assim tão fácil, a educação tornou-se num sério problema e se os pais dão este tipo de exemplos, nada existe a fazer...

(clicar para ampliar)

segunda-feira, janeiro 05, 2009

Gato Fedorento...


VideoPlaylist
I made this video playlist at myflashfetish.com

quinta-feira, janeiro 01, 2009

Assaltante do ano...

Este á sem duvida dos vídeos que mais me fez rir nos ultimos tempos;)
Este assaltante é o melhor do ano garantidamente, denota uma certa falta de experiencia é verdade mas, nota-se esforço em melhorar a técnica e ser mais tarde um assaltante de elite…

video

Banana...

Imaginem voçês que vão na rua e apanham uma menina a comer a fruta desta maneira…
Humm, nota-se que come com gosto, quando vi o vídeo admito que me apeteceu dar-lhe fruta…

video